Assembleia no dia 07, às 18h

Conforme deliberado na última Assembléia (quarta-feira), avaliaremos a mobilização até aqui e sua continuidade, e as negociações em torno do novo calendário acadêmico. A participação de todos é muito importante!

Pauta: indicativo de Fim de Greve

Terça-feira, dia 7 de Dezembro de 2010, às 18h

No Páto Central

Assembléia de Estudantes da Unifesp Guarulhos

CAEL, CACS, CAHIS, CAPED E DCE

Comando de Greve

Anúncios

Carta Aberta da Reunião Geral do Comando de Greve dos Estudantes da UNIFESP-Guarulhos

 

Não à repressão ao movimento grevista!

Negociação do calendário de provas e trabalhos!

Reposição de todas as aulas!

 

Estas bandeiras de luta, construídas na Assembléia Geral de Estudantes do campus, antecipou as negociações com a Reitoria e CONSU, e constituiu-se como importante instrumento de luta antes de discussão da pauta de reivindicações, buscando preservar todos os estudantes, independente da sua posição contra ou a favor da greve.

Transcrevemos na integra a ata unilateral enviada pela Reitoria:

Não à repressão ao movimento grevista: o Diretor do Campus e o Reitor afirmaram por mais de uma vez que não há motivo para retaliação aos alunos, já que há apoio à pauta apresentada inicialmente, por considerarem que em nenhum momento foram desrespeitados e que os alunos manifestaram abertura para construção de um processo de diálogo.”

Reposição de todas as aulas: concordância a reivindicação por reposição, destacando que a metodologia só poderia ser definida após o encerramento da greve, como amplo estudo caso a caso. Após o encerramento da paralisação a instituição irá propor aos colegiados calendários possíveis para reposição. Este encaminhamento será levado a efeito também no âmbito do Conselho Provisório de Campus, instancia máxima de governo do campus em que estão representados os seis do campus, alunos e técnicos administrativos. A administração esclareceu que não pode obrigar os professores a reporem numa medida impositiva e ressaltou a disposição de minimizar os prejuízos inerentes a qualquer greve, garantindo a qualidade de ensino e o compromisso com a excelência. As propostas de reposição serão baseadas nas possibilidades previstas na lei e cumprindo as exigências da lei, mas contando com a margem de manobra em que os cursos podem decidir, dentro dos parâmetros estabelecidos no CPC, estratégias de reposição ”

 

Negociação do calendário de provas e trabalhos: esta previsto no ponto anterior este compromisso assim como no que se refere a reposição”

 

Trabalharemos para que seja valorizado o diálogo e a negociação entre os três segmentos, de modo unificado, e consideramos o Conselho Provisório de Campus a instância responsável por deliberar a respeito do novo calendário acadêmico do campus, respeitando as diferentes especificidades, inclusive a dos formandos, e a autonomia dos diferentes cursos e disciplinas no que se refere aos programas e às avaliações.

Parte significativa dos colegiados de curso apresentou, em seus comunicados, a posição de se pronunciar ou negociar o novo calendário acadêmico e a reposição de aulas após o fim da greve – questão que, vale ressaltar, será decidida autonomamente pela Assembléia dos Estudantes da UNIFESP-Guarulhos.

A disposição de negociação entra em sintonia com nosso objetivo de garantir o diálogo necessário para a construção de um novo calendário e o bom prosseguimento das atividades acadêmicas após a suspensão da paralisação.

Ocorre que, após intensa luta para realizar a reunião com a Reitoria, Diretoria de Campus e ler na integra nossa carta “À reitoria da Universidade Federal de São Paulo” no CONSU, temos outra luta pela frente: combater retaliações aos estudantes e vencer a resistência de alguns professores, que em alguns casos chegam a ameaças explícitas de prejuízo no rendimento acadêmico aos estudantes que não entregarem trabalhos ou não cumprirem com um “cronograma de encerramento do semestre letivo” unilateral e antidemocrático, desrespeitando o direito de mobilização e da luta que evidenciou os desmandos de anos de promessas não cumpridas e descaso.

Frente aos diversos precedentes para retaliação, não vacilaremos: que nenhum estudante seja prejudicado no momento posterior à greve, no qual deve entrar em vigor novo calendário acadêmico e ter início a reposição de aulas e entrega de trabalhos.

 

Esta é a nossa luta!

 

 

Guarulhos, 30 de novembro de 2010

Comissão de Comunicação – Unifesp Guarulhos

Assembleia dos estudantes nesta quarta

Boa tarde, estudantes!
 
 
Convocamos a todos para a Assembleia Geral de estudantes da Unifesp Guarulhos, a ser realizada nesta quarta-feira, dia 01 de Dezembro de 2010, às 18h, no Galpão. Ressaltamos a importância da participação de todos para a continuidade da mobilização dos estudantes. Participe!
 
Assembleia de Estudantes da Unifesp Guarulhos

Quarta, 18h (Galpão)

Pauta: Rumos da Greve

 
CACS, CAEL, CAHIS, CAPED E DCE
Comando de Greve
 
Comissão de Comunicação
Comando de Greve
Universidade Federal de São Paulo – Campus Guarulhos

CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA DOS TRÊS SETORES

Os estudantes da Unifesp Guarulhos reunidos em Assembléia Geral no dia 23 de novembro de 2010, decidiram o indicativo de realização de uma assembléia dos três setores (estudantes, funcionários e professores) para o dia 30 de novembro de 2010, terça-feira às 18h.

            A pauta será a articulação dos três setores e terá como objetivo discutir questões da greve, no entanto, não poderá haver deliberação sobre a continuidade ou não continuidade do movimento grevista já que cada categoria decide de forma independente sobre a greve.

                Informamos que cada setor deve apresentar quorum mínimo para que aconteça a assembléia. Estamos à disposição para esclarecer eventuais dúvidas que venham a surgir.

            Atenciosamente,

            Comissão de Comunicação do Comando de Greve.

Ato em frente ao CONSU na sexta!

Manifestação em frente ao CONSU amanhã!!

Sexta, dia 26, às 8h30!

Na Rua Botucatu, 740, Vila Mariana (Junto ao Metrô Santa Cruz)

Nesta Sexta-feira, foi convocada uma reunião extraordinária do Conselho Universitário (CONSU), às 8h30.

Qual será a opinião do órgão máximo de deliberação da Unifesp em relação às denúncias veículadas pela Mídia??

E sobre as reivindicações dos estudantes, em Greve há cerca de um mês??

TODOS AO ATO EM FRENTE AO CONSU NA SEXTA!

Concentração: 7h30 – Botucatu, 740


Folha: Unifesp desperdiça R$ 1,2 milhão com aluguéis

Folha de São Paulo – folha.com

O Ministério Público Federal deu prazo de 20 dias úteis para que a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) explique um suposto desperdício de dinheiro público superior a R$ 1,2 milhão, informa reportagem de Laura Capriglione publicada na edição desta segunda-feira da Folha e disponível na íntegra para assinantes do jornal e do UOL.

A Controladoria-Geral da União (CGU) constatou que 12 imóveis alugados pela Unifesp para fins educacionais na Vila Clementino (zona sul de SP), onde fica o principal campus da instituição, ficaram grandes períodos com pouco ou nenhum uso.

Também há casos em que o imóvel é alugado pela Unifesp, mas é utilizado pela SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina). A entidade privada é mantenedora do Hospital São Paulo –usado como campo de ensino da Unifesp.

A instituição diz que trabalha para resolver as irregularidades e que, dos 71 imóveis alugados até 2008, 10 foram devolvidos, 4 estão sendo entregues e 5 estão sob análise. A situação dos demais, afirma, é regular.

Em 2004, a Unifesp tinha 1.300 alunos e cursos concentrados na área médica. Hoje, são 6.300 estudantes em cinco campi. Na última semana, os estudantes iniciaram greve por melhora na infraestrutura.

Veja reportagem na integra:

Continue lendo

Assembléia da Unifesp Guarulhos – Terça, às 18h

Assembléia Geral da Unifesp Guarulhos

Terça-feira, 23, às 18h

Pátio Central

Pauta: Avaliação da negociação com a Reitoria